Trilho dos Carvalhos

Capuchinhas do Montemuro PDF
Thursday, 30 September 2010 19:43

Capuchinhas do Montemuro

Uma antiga escola primária junto à aldeia de Campo Benfeito, criaram em 1987 a “Cooperativa Capuchinhas do Montemuro CRL ” dedica-se a manter vivo a arte tradicional de tecer no tear o linho e o burel. São cinco mulheres que trabalham diariamente, responsáveis por criar peças de roupa original, elegante, sofisticada e acima de tudo, únicas com uma identidade característica do meio que as envolve.

Torna-se assim um ponto de passagem obrigatório para o turista mais atento que visita a Serra do Montemuro, que não resistirá, e ira comprar alguma peça forjadas pelas mãos delicadas das mulheres, que batem o tear diariamente. O Vestuário é desenhado exclusivamente para as Capuchinhas pela estilista Paula Caria apresentando todos os anos uma colecção.

Criam peças contemporâneas de linho, lã e  burel, conhecidas por todo o País. Peças estas que recuperam os antigos materiais  e inovam em novas formas e feitios criando valor acrescentado .

Ester, Henriqueta, Isabel e Engrácia são os nomes das mulheres que se dedicam , desde 1987. O projecto começou em 1985 quando duas delas frequentaram um curso de corte e costura no Instituto de Assuntos Culturais. Começaram logo a criar vestuários com lã e linho num velho tear manual, que estava perdido numa das casas vazias de Campo Benfeito, a Autarquia de Castro Daire cedeu a escola e assim conseguiram um centro onde criar as peças,

A cooperativa produz por a volta de 100 peças por mês entre vestidos, calças, túnicas, camisolas saias e camisas, blusas, vestidos, e até vestidos de noiva, Aveiro e Lisboa foram os destinos e dois na própria terra.

Que complementam com chapéus, as bolsas e malas, bem como, algumas peças como capas para telemóvel, flores de burel, e pequenos acessórios. Os preços das peças de vestuário variam entre os 30 a 160 euros.  Lisboa e Nazaré são as recordistas das vendas, Coimbra, Fundão, Penafiel são os destinos das peças , assegurando as vendas,  as pessoas que visitam a aldeia , e as feiras que fazem por volta do

Natal, no Porto, em Coimbra e Lisboa.

O seu trabalho é reconhecido distinguidas com o Prémio Internacional de  "Criatividade para Mulheres em Meio Rural", instituído pela Women's Summit Foundation, fundação com sede em Géneve e criada na sequência da Conferência de Pequim sobre a Mulher.

Este prémio é atribuído, desde 1996, a mulheres rurais de todo o mundo, que tenham desenvolvido um projecto auto- -sustentável utilizando a sua criatividade para alterar significativamente a sua vida no meio em que se inserem. Este ano, o galardão foi, pela primeira vez, entregue a mulheres portuguesas, pelo que se afigura como um motivo de orgulho não só para estas castrenses mas para toda a comunidade portuguesa em geral e castrense em essencial.

As Capuchinhas torna-se num ícone do Montemuro, força dos saberes antigos, criatividade, design moderno e iniciativa empreendedora destas Mulheres.

Mais informações visite: http://www.capuchinhas.blogspot.com/

 

 

Newsletter

RocketTheme Joomla Templates